Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria

Maria

01
Dez17

Viver, também é morrer às vezes

Sempre Maria

3,,.jpg

 O amor morre quando deixamos de inventar futuros. Há um dia em que o peito deixa de estrebuchar com ganas e achamos normal. E depois vamos andando, meio aos poucochinhos, sem olhar fundo nos olhos dos outros. Quando damos por ela, não usamos mais do que quatro palavras para ter uma conversa inteira. Na verdade, chega bem para o que somos. Tudo tão a custo.Tudo sobre-real, fazemos o faz de conta. Gostava de mais ter o dom da escrita para passar para este texto tudo o que me vai na alma. Escrevo só para mim, pois neste mundo vivesse sem amor ao próximo, sem ajudas nem abraços. Tenho falta de abraços apertados daqueles que chegam ao coração.  
Viver, também é morrer às vezes. E eu acho que ja morri demasiadas vezes nesta vida.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D